Translate / Tradutor

Tudo Mudou

domingo, 26 de julho de 2015

FELIZ DIA DOS AVÔS E AVÓS




Como todos, também já fui menino,
tive meu pai, mãe, meus avôs, avós.
Entre irmãos, segui meu tino, destino,
Primos, primas nunca a sós, fomos nós.

Tomo, sorvo a vida, vou gostosamente,
obtive pleno êxito, mui progresso...
Dentre este, descendentes, mil parentes,
vimos família envolvente, crescente
Atino, não me estresso, ao acesso...
Após anos, de avô-confesso, me verso:

Hoje somos felizes vovôs, vovós.

Cordavox #026: 

Somos os avós mais felizes do mundo!

Crédito de imageem::
Família Rolim Esmeraldo

sábado, 25 de julho de 2015

88 ANOS, HOJE FARIAS



"Se hoje viva, nossa saudosa mãe completaria 88 anos de existência. Um  'trenzaço'  de pura saudade! Valeu mãe, por ter sido e feito  de  nós  quem hoje somos!"


Há vinte e sete nasce pura e bela;
Missão Nova foi seu berço natal.
cresce ali, brilhante e bela estrela;
Enlace, formando casal sem igual.

Lar foi constituído pleno de amor;
paixão mútua, jamais desfaleceu.
Aquece  sem  clamor,  sem  desamor;
vivace em  zelo,  fulgor, sem  rancor.
Constela família; floresceu, venceu...
Afinal, bem viveu; aquiesceu.

Oitenta e quatro anos hoje farias.

Cordavox #024

Crédito de imagem::
Familia Rolim Esmeraldo

HÁ ALGO ESTRANHO ENTRE NÓS




Minha autoestima mantenho em alta.
Tem coisa que a quer puxar pra baixo.
Ah, sanfona! Sem falta, ressalta
graça em mal reverter, perverter.

Se aninha entre nós. Ninguém merece?
Vem e atrapalha a conjugação.
Detona, fenece, desaquece...
Desgraça, permanece, esmaece,
espalta, aflição... Que intromissão!
Despacha o bolão! Disjunção...

Preciso me livrar da barriga.

Cordavox #023

(Esta vai pra quem usa camiseta de 'bolão').

Crédito de imagem::
Dieta Para Perder Barriga
www.formuladeemagrecerja.com

quinta-feira, 23 de julho de 2015

É PERDOANDO QUE SE É PERDOADO



Qual a vantagem de não perdoar?
Lucro algum ninguém poderá obter,
Seria autocastigar apagar,
graça em mal reverter, perverter.

Tal como sino que não ressoa;
Sepulcro aberto, mordaz chalaça.
Secaria popa à proa, à toa,
sem raça por coroa à pessoa…
Magoar por pirraça e ameaça,
a obter de graça tal desgraça.

Pois é perdoando que se é perdoado.

Cordavox #022

* * * * * 

Crédito de imagens
2013091160519.jpg | extra,globo,com / Sino da Liberdade | pt,wikipedia,org
Liberty Bell, Filadélfia, EUA | touristlink,com,br / Sino 1 Kilo Em Bronze | produto,mercadolivre,com,br / Mulher com Graça |mulhercomgraca,com

segunda-feira, 20 de julho de 2015

À VERDADEIRA AMIZADE




Ter amigos é melhor que ter riqueza,
jamais falta sentirá, é verdade,
farta-se mesmo em pobreza, é certeza.
Na alegria, adversidade e à vontade.

Conter a alegria é quase impossível;
tais momentos, de fato, não têm preço.
Larga dupla via de nível incrível,
Dia faz o impossível, irresistível
presteza é certa, por apreço. Sem preço
Sem vanidade, tem começo e recomeço.

Digo, com alegria, FELIZ DIA DO AMIGO!

Cordavox #021

Crédito de Imagem::
devemos ser mais cachorros | lounge.obviousmag.org

domingo, 19 de julho de 2015

AMOR DE VERDADE




Amor verdadeiro
n'alma bem contente,
chão, arteiro, inteiro,
peito, mente, rentes.

Amor de verdade
acalma e feliz deixa.
Paixão idade sabe,
jeito: invade, e cabe...
Feiro a pecha, a queixa, 
rente, a leixa, a ieixa.

Coração entende. 

Ao ser que se doa,
O amor vem por gesto,
de cor, ação ou cesto. 
A servir tão perto.

Só quem ama, sente.

Cordavox #020
(Extendido)

Crédito de imagem:
Amor Verdadeiro - Pontos de Vista
ospontosdevista.blogs.sapo.pt

sábado, 18 de julho de 2015

NÓS, VERBO QUE SOMOS




Somos quais ações a conjugar,
verbos em todos os tempos, alternos...
Presente, passado, a galgar, pongar
futuro, internos ou nos externos.

Cromossomos, sim, de múltipla ação,
soberbos de vozes passiva e ativa.
Regentes, inversão, motivação;
dura mera ação, conjugação;
legar intransitivo ou transitivo.
Eternos: bitransitivo, defectivo.

Se anômalo, serve bem ao seu papel. 

Cordavox #018: 

Crédito de imagem:
Língua Portuguesa Interativa: Outubro 2010
portuguesok.blogspot.com

quinta-feira, 16 de julho de 2015

AS OBRAS DA NATUREZA #006



[Laguna de Quilotoa - Equador]

Permaneces assim, extinto,
acalmado a longas eras,
d'azul tinto, manso instinto.
Entorno de heras, quimeras.

Emudeces quem te vê,
abismado à bela vista,
taful, em buquê, um quê,
adorno da vez, prevê.
Distinto avista, conquista
Devera o letrista ou contista.

Placidez, tônus à tês.

Cordavox #018

Crédito de imagem::
Amazing View Of Lake Of The Quilotoa Caldera - www.123rf.com

quarta-feira, 15 de julho de 2015

AS OBRAS DA NATUREZA #005



[Lago Heaven - Coreia do Norte e China]

Pétreas sentinelas te rodeiam,
gostoso abraço de pedras e água,
aves mil voejam e gorjeiam,
Contraste deságua em mágoa.

Vítreas marolas quais massageando 
vistoso colosso – sentinelas...
suaves margeando, entremeando,
engastes torneando, delineando.
Semeiam, biselam, nivelam.
Deságua sem trela, revela.

Esfinges se banham e resguadam.

Cordavox #017

Crédito de imagem:
Heaven Lake on the border between China and North Korea
www.pinterest.com

AS OBRAS DA NATUREZA #004



AS OBRAS DA NATUREZA #004
[Lago do Monte Ruapehu - New Zealand]

Nuvens deslizam no cimo
num roçar de suave beijo,
calor que intimo e estimo... 
Doce desejo em lampejo.

Vens num frescor me acercar.
Hum! Por cabelos, vem neve,
torpor do ar, congelar...
Fosse cantar, decantar
arrimo, de leve, em seve...
Gotejo que embebe, delével.

Gigante de olhar atento.

Cordavox #016

Crédito de imagem:
Volcans des 4 coins du monde | pvtistes.net

terça-feira, 14 de julho de 2015

AS OBRAS DA NATUREZA #003 [Lago Azul - Austrália]



AS OBRAS DA NATUREZA #003
[Lago Azul - Austrália]

Espelho d'água reflete
celeste anil tão sereno,
plácido, inflecte, flecte
gigantesco, pleno, ameno.

Parelho, talvez, não há,
prestes, de encostas circundado,
flácido a espraiar, velar
pitoresco, voar e sonhar... 
Barquete sonhado, alado,
pleno, sem enfado, o bardo.

Lago Azul, beleza farta.

Cordavox #015

Crédito de imagem:
Mount Gambier | www.OurNakedAustralia.com.au

QUANTOS 'EUS' HABITAM EM SI?



[Confilto interior]

Feto fui, nasci bebê,
criança e logo adolesci...
Busquei conceber saber, 
Jovem, cresci, madureci.

Repleto conhecimento,
em esperança renovado,
despertei em alento, atento.
Estorvem o mento, lá dentro,
maturei amado, ornado,
pasci fadado, rusgado.

Cada fase, másc(a)rado alado.

Cordavox #014: 

Crédito de imagem:
A lenda dos dois lobos | osconselheiros.com

AS OBRAS DA NATUREZA #002


Lago da Cratera – Oregon - EUA
#Compartilhe

No Oregon, bem ao sudeste,
dorme o Lago da Cratera,
berço inconteste, reveste
beleza austera reitera.

Bom tom jaz em grande estilo
Enorme valor turístico,
imerso em perilo, o asilo,
recanto de arilo em trilo.
Deste característico, dístico...
Natureza, o istmo crítico.

Em cantos, decanto encantos.

Crédito de imagem:
https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Crater_Lake_National_Park_Oregon.jpg

segunda-feira, 13 de julho de 2015

AS OBRAS DA NATUREZA #001



Crédito de imagem;
#Compartilhe

AS OBRAS DA NATUREZA #001
Lagos de Cores do Vulcão Kelmutu - Indonésia

Nas crateras do vulcão
Kelmutu, indonésia, extinto,
Beleza, emoção, visão...
Entalhe distinto, qual cinto.

Deveras, são quais esfinge,
Bruto lapidar preciso.
Natureza se cinge, estringe,
Detalhe, restringe, finge
Não ter siso, tão indeciso.
Instinto conciso, preciso.

Arte natural, à parte.

Cordavox #012: 

Crédito de imagem:
₢ Shuterstocker

LUZ QUE ENLEVA E NOS CONDUZ


Crédito de Imagem:
Estudos Bíblicos :: www.portalrenovar.com


Que seja, em tudo, concorde
com o amado de tua alma,
a canção na cor de acorde,
ao som que à vivalma acalma.

Por que ficar à deriva?
Como estar longe do porto?
Razão na ativa, preditiva,
Mal força saliva, missiva.
Mor de o horto, desporto.
Trauma deporto e corto.

À Luz que enleva e nos conduz.

Cordavox #010
[Bosco Esmeraldo]

domingo, 12 de julho de 2015

BUSCA POR PAZ INTERIOR


Crédito de imagem: Parque en Costa del Este
clubdefotosenpanama.blogspot.com

BUSCA POR PAZ INTERIOR
Cordavox #011
Od L Aremse M Peterson

E se em tudo se vê errado
nos outros está tudo defeito,
Sem alguém ao lado, isolado...
Tudo é malfeito. Que jeito?

De per si, todos têm culpa,
aqueloutros, maus exemplo,
ninguém mea-culpa, desculpa...
Contudo, inculpa sem exculpa.
calado, sem exemplo contemplo.
Refeito, és templo, o exemplo.

Procura, para a alma, cura!

segunda-feira, 6 de julho de 2015

TAL PAI, TAL MÃE, TAIS FILHOS


TAL PAI, TAL MÃE, TAIS FILHOS

Tal pai, tal mãe nós nascemos
Transmitimos sua genética.
Quando crescemos, nos vemos
Expondo em ética, poética.

Em vez de sermos isótonos,
Fluímos já sendo únicos,
Mesclando díssonos, melíssonos,
Compondo cânones eufonos.
Seremos tímidos ou destímidos.
D' estética, límpidos, translúcidos.

Tal pai, tal mãe, filhos somos.

Cordavox #004: 

Crédito de imagem: 
Bob Filho,  Bob Pai | www.meionorte.com

* * *
Vide como compor um no link a seguir.

terça-feira, 30 de junho de 2015

MEU QUERIDO E SAUDOSO PAI



MEU QUERIDO E SAUDOSO PAI

Criança de nove anos já és órfão de pai,
Também, já aos 12, ficas órfão de mãe.
6 irmãos sem pai nem mãe, tão sós!
Cresces acolhido entre parentes,
No caminho e temor divino.
Encontras mamãe, casas.
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
| MEU QUERIDO |
| E SAUDOSO PAI |
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
Somos 16, grande prole;
Com amor e temor nos criaste,
És o exemplo de vida, fé, honradez,
Te foste logo, tão próximo a nossa mamãe.
Somos tudo o que vocês para nós sonharam.
Tua lembrança, saudade é nossa fiel companheira.
Farias hoje noventa e seis anos de brilhante existência.

Nossos saudosos parabéns!

Calidospoeses #058

Foto: Bosco Esmeraldo

segunda-feira, 29 de junho de 2015

MINHA SAUDOSA MÃEZINHA





MINHA SAUDOSA MÃEZINHA

Há exatos 13 anos te foste de nós, pra sempre,
E tinhas ainda tantos sonhos a realizar,
Mas, partir pro alto, foi imperativo.
Sem tempo de nos despedirmos,
Te ver ali inerte e sem vida.
Foi difícil aceitarmos.
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
| MINHA SAUDOSA |
|    M Ã E Z I N H A   |
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
Tua vontade, nossa união;
Teu querer, nossa felicidade,
Teu sonho era nos ver prósperos,
Saudáveis, bem felizes e independentes.
Deste-nos legado de educação e honradez.
Certamente nós somos o que tanto tu sonhaste.

Calidospoeses #057

Foto: Casamento de Bosco e Rose

domingo, 28 de junho de 2015

SEJAMOS ORIGINAIS



SEJAMOS ORIGINAIS

Sim, a beleza repousa na originalidade,
Não que seja errado copiar e colar.
Mas, ser original é fundamental,
As letras são fontes ricas,
São inesgotáveis minas.
Tesouros à vista.
:;;;:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
|     SEJAMOS      ORIGINAIS,    |
| SECTRL C,  NECTRL V! |
:::::::::::::::::::::::::::;;;::::::::::::::::::::::::::::
Use o 'Ctrlc/v' com moderação,
Mas sem abusar dessa permissão,
Teremos belos conteúdos certamente,
Bastando para isto apenas, usar a criatividade,
Pondo em cada letra, setença, a alma e o coração.
Certamente poderemos agradar a gregos e troianos,

Calidospoeses #056

***

Crédito da imagem: Best demotivators | www,demotivation,us

sábado, 27 de junho de 2015

AS QUATRO ESTAÇÕES (INVERNO)



AS QUATRO ESTAÇÕES
(INVERNO)

Brrrrrr! Agora se faz intenso frio,
Põem-se mais e mais agasalhos,
Gorros, luvas, cachecol.
Gea, neve, até garoa,
Abraço, aconchego...
Benvindo, inverno!
:::::::::::::::::::::::::::::::::
| AS QUATRO |
|  ESTAÇÕE |
:::::::::::::::::::::::::::::::::
Pra quem fez provisão.
Nos tempos bem aquecidos,
Tem-se o que guardou da colheita.
Mas, ai, dos que foram imprevidentes!
Onde buscar suprimento? Onde? Onde?
Felizes os que provêm de bens sua despensa!

Calidospoeses #055

Crédito de imagem:
Estrada de Inverno | ultradownloads com br